Review: Protetor Solar Pet Society

Protetor Solar PetTenho duas gatas totalmente brancas: a Kitty e a Deedee. Embora elas adorem tomar sol, como todo gato, sempre me preocupo para que elas não fiquem expostas demais às radiações solares.

Gatos de pelagem clara, assim como pessoas claras, são sensíveis à radiação ultravioleta por não produzirem melanina suficiente (o que dá o tom bronzeado à pele).  Se o seu pet é branco, você deve ter cuidado redobrado com os raios solares, pois é comum gatos albinos desenvolverem câncer de pele nas orelhas ou no focinho devido à exposição excessiva ao sol. Para evitar isso, passe diariamente nessas partes protetor solar.

Por indicação do veterinário, comprei o protetor solar exclusivo para pets da Pet Society com fator de proteção 30. A embalagem é prática, fácil de abrir e fechar. É mais consistente do que os protetores solares comuns, pois tem uma cremosidade parecida com pasta de dente, o que facilita a aplicação. Tem o cheiro característico de protetor solar, mas é um pouco mais suave. O gosto amargo previne que os gatos tirem lambendo.

Embora as gatas continuem não gostando da experiência de ter esse negócio melequento nas orelhas, agora que moramos em uma casa que pega mais sol, passo diariamente protetor solar nas orelhinhas da Deedee e eventualmente na Kitty (a primeira tem acesso ao quintal cercado e a segunda praticamente não sai de dentro de casa).

Gatos de outras cores ou brancos mesclados também estão sujeitos a ter câncer de pele. Por isso, se você mora em uma região com alta incidência solar, protetor solar em todos.

Se o seu gato está com alguma feridinha na orelha ou no focinho que não sara, leve com urgência ao veterinário, pois pode ser câncer de pele e um tratamento precoce tem boas chances de sucesso.

Lembre-se: cuide bem de seu bichinho, comida e água não é tudo.

 

Dados do produto:

PROTETOR SOLAR FATOR 30 PET SOCIETY 50 GR

Benefícios: Possui o FPS 30 que protege a pele dos animais contra os efeitos nocivos das radiações UVA e UVB previne o aparecimento de lesões e doenças relacionadas à exposição solar excessiva. É de fácil absorção, resistente à água e possui sabor amargo para evitar sua remoção por lambedura. Dermatologicamente e oftalmologicamente testado.

Modo de Usar: 
– Aplicar uniformemente em todas as regiões que necessitam da proteção, 30 minutos antes da exposição ao sol. 
– Recomenda-se a reaplicação nos casos de exposição prolongada ao sol e à água.

Indicação: É indicado para animais albinos, despigmentados, de pele clara, com pouca cobertura de pilosa, especialmente nas sensíveis regiões do focinho e ponta de orelha. É resistente à água. O FPS 30 aumenta em 30 vezes a proteção natural das áreas expostas ao sol.

Composição: Cada 100ml contém – Dióxido de Titânio 3,00g, C12-15 Benzoato de Alquila 6,00g, Metoxinamato de Etilhexila 7,50g, Veículo q.s.p. 100ml. Contém Benzoato de Denatônio.

 

 

Aplicador de comprimidos e pill pocket – Como dar comprimido para seu pet

aplicadordecomprimidoNo post Como fazer o gato tomar o comprimido coloquei diversas dicas para facilitar a administração de comprimidos para seu pet. Além daquelas já informadas, quero mostrar como fazer um aplicador de comprimidos e o pill pocket, que facilitam o trabalho de fazer o bichinho tomar o comprimido. 

No mercado existem aplicadores prontos para serem comprados, tanto nacionais quanto importados. Quem tiver interesse, pode adquirir um diretamente da Macari Store.

Uma solução simples é você mesmo improvisar um aplicador de comprimidos em casa. Para fazer um aplicador de comprimido basta pegar uma seringa descartável pequena, com diâmetro próximo do tamanho do comprimido, e cortar a ponta final onde iria encaixada a agulha. Você vai ver que o êmbolo (a peça com a borrachinha na ponta) vai ficar maior que o tubo e ultrapassar a seringa quando empurrado. Para evitar isso você pode enrolar uma fita crepe aumentando o cabo, de forma a evitar que ele entre totalmente. O diâmetro da abertura tem que ser equivalente ao tamanho do comprimido.

Depois basta encaixar o comprimido na ponta, de forma que ele fique justo e não escape antes da aplicação. Segure a cabeça do gatinho e aperte as bochechas para abrir a boca. Quando ele abrir coloque o aplicador e empurre o comprimido dentro da garganta do gatinho e feche rapidamente. Exige prática e um pouco menos de coragem do que enfiar o comprimido e empurrar com o dedo (nessa eu sempre acabo mordida).

Esse aplicador caseiro tem como desvantagem o fato de que o diâmetro da seringa tem que ser muito próximo ao do diâmetro da pílula para não escapar e ele pode ficar cortante na ponta, assim, muito cuidado para não raspar na parte de dentro da boca do seu bichinho. Use para poucas vezes ou então como teste prévio e compre o aplicador de comprimidos mesmo, que não vai machucar e se adapta aos diversos tamanhos de comprimidos.

Mas, pode ser que você e seu pet não se adaptem a essa técnica, a minha Deedee, por exemplo, muitas vezes com o aplicador ela tem ânsia e vomita a pílula fora. Então algo bem menos traumático é fazer o bichinho tomar voluntariamente. Um produto especialmente desenvolvido para isso é o pill pocket (sem similar nacional). Tem para gatos e cães. São petiscos extremamente macios e maleáveis que já vem com uma abertura para você colocar o comprimido. Basta colocar o comprimido,  apertar a pontinha para selar ele dentro do petisco e servir para seu pet. É o que melhor funciona para o meu Dexter, pois o gatão não deixa eu colocar o aplicador de comprimidos de jeito nenhum. Eu divido ao meio cada pill pocket para ficar menorzinho, senão o gato fica mastigando e descarta o comprimido. Quando o gato não está nem um pouco a fim de comida, infelizmente esse método não funciona.

Então o jeito é ir testando com seu bichinho esses métodos e esses do post anterior e ir descobrindo o que mais funciona para vocês. Ainda, quem conhecer alguma outra técnica infalível para dar comprimido para os gatos por favor nos conte, aceitamos sugestões. 😉

 

 

Arranhador Emery Cat

Em nossa última viagem de férias para Miami, passamos em um pet shop muito grande: a Petsmart. Interessante ver a variedade de produtos que eles tem lá, tem muita coisa bacana. A loja é do tamanho de um hipermercado e é recheada dos mais incríveis produtos pensados para seu pet. A seção de gatos ocupa uns três corredores inteiros e minha mala ficou pequena pra tudo que eu queria comprar. Tive que me conter pra não lotar as malas de presentinhos pras crianças. Nunca vi esse nível de especialização no Brasil, nossa indústria ainda engatinha na área pet.

Aproveitei para comprar um arranhador que tinha visto em propagandas na televisão, o  Emery Cat. Lá, nos Estados Unidos, faz muito sucesso esse arranhador de papelão que promete deixar as unhas do seu gato sempre aparadas.

Basicamente se trata de uma base arredondada que serve de suporte para um papelão bem grosso, com formato de favo de mel. Os gatos são atraídos pelo formato anatômico e adoram arranhar a superfície do papelão, o que ajuda a manter as unhas aparadas. Meus gatos gostam também de ficar em cima do arranhador pra fugir do piso frio e de se esfregar no papelão.

Pilantra, a minha caçula de seis meses, amou o brinquedinho de penas que vem junto com o arranhador. Vem junto também um saquinho de catnip mas nem precisei colocar no arranhador para os gatos se interessarem.

O único porém é que os gatos gostaram tanto que em pouco tempo o papelão já era. Quatro gatos destruíram um refil em aproximadamente três meses. Mas se você tiver apenas um gato, acredito que um refil deva durar um ano para ele. Só não recomendo usar o refil sem a base, pois ele fica mais frágil e esfarela.

Nos Estados Unidos é possível comprar refil para o Emery Cat. Aqui no Brasil ainda não achei o refil, mas já é possível comprar o arranhador online. Para ajudar quem quer o refil, me disponho a trazer na próxima viagem que eu ou meu marido fizermos para os EUA. Quem tiver interesse nesse ou em qualquer outro produto de lá, desde que legal e não muito grande, me mande uma mensagem pelo formulário de contato para uma cotação.

Update: Agora você pode comprar o arranhador ou o refil diretamente na seção Gatos em Foco. que a gente envia diretamente dos Estados Unidos para seu endereço no Brasil.

Se seu gatinho gosta de papelão, vai adorar esse arranhador. Aqui em casa nem todos os meus gatos gostam de arranhador de sisal, mas papelão é unanimidade.

Arranhadores são importantes para manter sua mobília a salvo das garrinhas alheias. Gatos tem necessidade e sentem prazer em arranhar. Então, antes de brigar com seu bichinho por estragar o sofá, compre pra ele um belo arranhador.

Saiba mais:

Abaixo seguem dois posts que escrevi sobre arranhadores no Código Livre, anos atrás, quando ainda não tinha começado este blog.

Arranhadores para gatos. Qual o melhor modelo.

O maior arranhador do mercado.

Como fazer uma gatoca

No post sobre a portinha para gatos que a Bia escreveu para nós, uma leitora questionou o tamanho da abertura da porta, para saber se a abertura de 15x15cm  era suficiente para seus gatos passarem.

Como eu não tenho instalada umaportinha dessas em casa, fiquei pensando em como poderia testar se a abertura era suficiente para gatos grandes.

Então aproveitei a idéia que a assim e resolvi construir uma gatoca aproveitando caixas de papelão usadas e montando um playground para os bichanos.

Além de ser uma diversão garantida para os gatinhos, que adoram caixas, reutilizar caixas de papelão é uma atitude ecologicamente correta.

Descobri que Post da Ana Telma no Flickr – Reutilizar 15×15 cm são boas para gatos médios e se seu gato for mais idoso e muito grande, essa abertura é pequena. Todos meus gatos passam por uma abertura de 15×15, inclusive o Dexter, que é o maior. Caso tenha dúvida se seus gatos passam por essa porta, construir uma gatoca para teste é uma boa idéia.

Materiais necessários:

– 3 ou mais caixas de papelão  de tamanhos variados;

– fita larga;

– tesoura;

– régua;

– folha para recortar o molde.

Montagem:

Para construir uma gatoca, recorte primeiro em uma folha de sufite um molde de 15×15 cm.

Use o molde para recortar uma portinha a 5cm do chão na caixa maior e mais portinhas internas interligando as caixas menores umas nas outras. Na parte interna, recorte 3 lados do moldes em uma caixa e, na outra caixa para encaixar melhor, recorte também 3 lados, só que deixando o lado contrário sem cortar. Deixe em uma caixa o lado esquerdo sem contar e na outra caixa o lado direito sem cortar. Use essas abas para encaixar uma caixa na outra, prendendos nas laterais. Depois é só fixar tudo muito bem com bastante fita.

Dá bastante trabalho cortar as aberturas no papelão, mas com um pouco de paciência e boa vontade não é difícil de fazer.

Para fazer uma gatoca com 3 caixas eu uni duas e depois uni uma terceira nas duas, com duas aberturas, assim. Me perdoem as fotos borradas. Os gatos não paravam quietos pra tirar uma boa foto… Solte a imaginação e faça a gatoca com quantas caixas e aberturas quiser.  Pode colocar caixas em cima, do lado, uma seguida da outra, etc. De qualquer forma, se uma caixa já é divertida para eles, várias caixas então, é muito mais diversão!

Agora a minha gatoca já está toda detonada. Os gatos gostaram tanto que destruiram. Mingau principalmente adora afiar as unhas no papelão.

Nesse inverno está tão frio que coloquei a caminha deles dentro da caixa maior da gatoca. Assim, dormem todos dentro da caixa que é mais quentinho, pois o papelão segura o calor.

Leia mais:

Ginny, Mac e a portinha para gatos

Post da Ana Telma no Flickr – Reutilizar

Protegendo seu pet do frio

Proteção para ambientes externos

ww-funhouse-main

Taí uma idéia para as pessoas que, como eu, preferem que seus gatos não fiquem soltos à sua própria sorte na rua. Chama-se outdoor feline funhouse, algo como casa divertida para gatos para oferecer proteção e ser usada em áreas abertas.

Nem todos tem o privilégio de morar em uma rua tão tranquila que seus gatos estejam seguros de atropelamento. E na rua ainda há muitos outros perigos como cachorros, envenenamento, brigas com outros gatos, etc. Então essa proteção para ambientes externos pode ser útil.

As pessoas que levam seus bichanos para a praia também podem achar essa barraquinha interessante, pois o gatinho não está acostumado com o lugar e assim pode curtir a natureza sem problemas de fugir e se perder.

É feita de naylon resistente e pode ser lavada. Pode ser posta em cima da grama ou no quintal. Quando dobrada fica compacta e portátil.

Esta eu vi num site americano, o http://www.petfavors.com. Não achei nada parecido nacional. Se alguém souber, por favor me avise.

Neste site também tem outros sistemas de proteção para ambientes externos que permite que os gatos acostumados com a vida dentro de casa possam aproveitar a natureza sem problemas. São sistemas modulares que permitem criar caminhos pelo jardim.

Interessante, né? Tem gente que vai achar que é muita frescura para os bichos. Mas, como diz Ricardo, gatos são como crianças pequenas: eles não tem noção dos perigos e precisam de proteção.

Obrigada pessoal pelos comentários no site! Sempre bom receber retorno e saber o que estão pensando.

Rachel Barbosa obrigada pela citação no site Monalisa de Pijamas, fico feliz que Anita tenha se safado da insuficiencia renal e esteja bem.

Estou pesquisando sobre alimentação para ver como ela influencia nos problemas que os felinos possam ter. Em breve postarei sobre isso.

Tenham todos um ótimo dia!

Saiba mais:

http://www.petfavors.com