Sobre bebês e gatos: O mito da toxoplasmose

Kaori e Chico

Minha sobrinha Kaori e o Chico, o siamês da minha irmã, são grandes amigos.  Minha irmã sempre adorou gatos e foi ela quem me deu o Mingau, meu siamês  querido, há uns 7 anos atrás. Mas quando ela engravidou da Kaori, a médica já foi logo dizendo que minha irmã tinha que se livrar do Chico, que naquele tempo já estava com ela há uns 3 anos.

O motivo alegado é que gatos podem transmitir toxoplasmose, uma doença que pode provocar aborto ou má formação fetal. Como minha irmã é uma pessoa esclarecida, mais que essa médica com certeza, foi se informar sobre o assunto.

E o que ela descobriu, e eu também, ao me inteirar do assunto para este post, é que é muito difícil um gato caseiro passar toxoplasmose para suas donas. Pois cada gato infectado, embora conviva com a toxoplasmose a vida inteira, somente pode transmitir a doença através das fezes por um curto período, uma única vez.

É muito mais fácil uma grávida adquirir toxoplasmose por ingerir carnes mal cozidas ou verduras mal lavadas do que pelo seu gato. Gatos são criaturas muito asseadas e enterram suas fezes e não ficam com o pelo sujo. Para que as fezes dos gatos contaminados possam transmitir a doença devem estar expostas ao tempo por mais de três dias e a contaminação somente se dá pela ingestão dos oocistos formados depois desse período.

Quem ainda tem dúvidas, segue abaixo trecho extraído de matéria publicada pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária do Paraná:

“… A possibilidade de transmissão para seres humanos pelo simples ato de tocar ou acariciar um gato, ou até mesmo através de arranhões e mordidas, é considerada mínima ou inexistente. Ou seja, não se previne toxoplasmose congênita eliminando o gato uma mulher grávida, mas sim com cuidados higiênicos adequados na ingestão dos alimentos e com bons hábitos de higiene pessoal.

O uso de luvas e pazinha para a coleta diária das fezes dos gatos, a adequada lavagem das caixas de areia e das mãos são medidas simples, suficientemente eficazes para não se entrar em contato com o agente da toxoplasmose, uma vez que os oocistos, quando eliminados pelas fezes, necessitam de dois a cinco dias para esporular e se tornar infectantes, e permanecerem como tal por períodos de anos…”

Assim, simples hábitos de higiene são suficientes para se prevenir da toxoplasmose. Esses mitos de que grávidas não podem ficar perto de gatos e não podem ter gatos em casa são tremendas besteiras.

Minha irmã não deu ouvidos a essas bobagens e teve uma gravidez tranquila. Desde que nasceu a bebê, o Chico vive em volta dela e ela faz ele de gato e sapato.  Recentemente a Rachel Barbosa escreveu um post bacana no Monalisa de Pijamas sobre a vantagem do convívio entre crianças e animais.  Dentre as vantagens ela coloca o aumento da imunidade, o estímulo da coordenação motora e o desenvolvimento das relações afetivas.

Pelo que vejo da convivência da minha sobrinha com o Chico, todas essas vantagens realmente se aplicam. Pois minha sobrinha está se desenvolvendo uma criança saudável, alegre e muito carinhosa, seja com os animais, seja com as pessoas. Bom, já pelo lado do gato… Chico nem parece que é gato, deixa a bebê aprontar um monte com ele. Conta a mãe que outro dia Kaori deitou-se em cima dele e os dois foram escorregando ladeira abaixo na rampa da garagem: Chico embaixo de skate. Aí embaixo tá ela recentemente enfiando o dedo no olho do gato. É… ter bebês em casa pode ser perigoso para seu gato. ;)

Kaori e Chico

Saiba mais:

Gestantes, seus gatos e a toxoplasmose

Creative Commons License
The Sobre bebês e gatos: O mito da toxoplasmose by Gatos em Foco, unless otherwise expressly stated, is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Brazil License.

Deixe seu comentário

  1. Tenho 2 gatos, e queria saber sobre a caixinha de areia.
    Tem vez que demoro alguns meses p/ troca-la, e em breve quero engravidar isso vai prejudicar na minha gravides.
    E me falaram que os gatos prejudicam no cresimento do bebe isso é verdade ou é mito???

  2. Olá Flávia!

    Basta vc recolher as fezes todos os dias e lavar a caixinha de areia a cada quinze dias que não há problema.
    Existem muitos mitos em torno dos gatos e é tudo besteira, ter bichinhos em casa não prejudica o crescimento dos bebês.

  3. Realmente adorei.
    Você tirou de mim um peso!
    Acabei de adotar uma gatinha, o nome é Lyncis..
    tava preocupado com isso. ^^’

  4. Adorei esse post! Nada a ver esses médicos preconceituosos com nossos bebês gatos! Fico louca com isso!

    Quando estava grávida, resolvi de vez o problema: meu marido é que trocava a areia e limpava a caixinha. rsrsrsrs!

    Mas a verdade é que é um absurdo ter que se desfazer de um bichinho que estava afetivamente e fisicamente ligado às pessoas e à casa onde ele mora simplesmente por falta de informação. Gatos caseiros e com cuidados veterinários provocam menos riscos do que comer carne num restaurante!

    Agora, cá entre nós… se uma pessoa não mantém a areia do seu bichano diariamente limpa (ou seja, chega ao ponto de ficar 2 a 5 dias a sujeira lá exposta), acho que também não vai ser lá muito boa mãe…

    Achei o máximo a brincadeira de que “bebês em casa podem fazer mal para seu gato” hehehe… Conheço um menininho que faz do gato da minha amiga a sua “moto” e o gatinho deixa…

  5. nossa..ameiii a materia..

    tenho uma gatinha (Mel) a 3 anos e estou gravida, todo mundo tava me mandando desfazer dela…mas ela é mtoo importante pra mim…

    Agora eu sei q minha filhinha e a Mel podem conviver e nao vai causar nd pra minha Bebê..

    vlw msm

  6. nossa amei a materia estava muito preocupada pois tenho 2 gatos alias sempre tive e me falaram se eu engravidar tenho q dar fim neles…………. agora sei q nao e preciso… parabens.

  7. Gostei muito do post, tenho um filhinho de 1 ano e meio e um gatinho bebe, eles se dão super bem =] na minha gravidez inteira tive contato com gatinhos e nunca tive problemas…. Ter um gato eh muito gostoso, e ensino meu filho a amar esse animalzinho..

  8. Nem todas as pessoas são susceptíveis a toxoplasmose, creio que mais de 80% da população é imune.
    Gatos após a ingestão dos oocistos passam a eliminar nas fezes por um período em média de quinze dias os oocistos não esporulados, sendo que provavelmente esta será a unica vez durante a vida que esse gato irá eliminar os oocistos não esporulados. No ambiente, através de condições ideais de temperatura, pressão, oxigenação e umidade os oocistos levam de 1 a 5 dias para se esporular e se tornar infectante.
    Se vc manter uma boa higiene, não tem perigo e além do mais vc tem ser susceptível a toxoplasmose para ser infectada.
    No caso de gestantes médicos descentes pedem um exame que detecta se elas são imunes a toxoplasmose.
    Eu sou susceptível a toxoplasmose e na minha gestação mantive os cuidados de higiênicos e deu tudo certo!
    Att.

  9. é isso aí gente , informação é a solução para tudo .
    Pena que a maioria dos medicos se recusa a se reciclar , seguem pela linha obvia a vida inteira e ponto , se os gatos depositam os oscistos , logo ele é o principal transmissor , logo tem que se livrar dele .
    Porq ninguem se preocupa com a leshimaniose , raiva e toxoplasmose , as quais os cães são transmissores? não , sempre o pobre do gatinho que é estigmatizado .

  10. adorei seu comentário sobre4 felinos,tenho uma gata de 2 anos e minha filha não se desgruda dela ,ela beija,abraça,e até dorme com ela na cama.ela é uima gata caseira ,não sai de dentro de casa,se fica um pouco fora de casa ela fica na coleira,não deixo ela circular pelas ruas ,somente na área de casa.dou banho nela a cada l5 dias,corto as unhas ,eu faço toda a higiene dela,a Vitória tem 5 anose a 2 estamos com ela,acreditem ela tinha problemas respiratórios ,renite alérgica e usava bombinha .A 2 anos eu não sei mais o que é medicar a minha menina,ela está super bem ,e a gata também.apesar da casa estar sempre com pelos por tudo.

  11. adorei seu esclarecimento porque acabei de saber que estou gravida e as pessoas querem que eu dou o meu zezinho ele é limpinho de apartamento toma banho será que tem problema? pode dormir com ele embaixo do cobertor

  12. adorei seus comentarios sobre nossos felinos!hoje uma colega de trabalho mal informada veio me falar sobre esse assunto q gravidas não podem conviver com gatos,fui muito rude com ela a respeito disso .pois vou mandar ela dar uma olhada nisso q vc tem nos passado pra ver se ela muda de ideia a respeito.Eu já sabia q isso era mito mas os mal informados não né! obrigado gostei muito do seu texto e amei essa garotinha com o gatinho q num ´v a hora dessa piralhinha crescer logo kkkkkkkk fui.

  13. Jamais deixaria meus gatos, trocaria de médico caso dissesse isso para mim. Graças a Deus estou grávida e tenho dois felinos lindos e muito brincalhões. Fico imaginando a bagunça divertida que será quando estiverem os três juntos, (bebê, Tigrinho e Belinha) ou quatro pois eu adooro brincar com gatos.
    Minha médica é bastante tranquila e não ficou fazendo terrorismo, só pediu para não ter contato com a caixa de areia, desde que ainda estava enjoando sem saber ao certo que estava grávida meu marido que tem feito esse trabalho.
    Amo, amo, amo meu filho.
    Amo, amo, amo gatos .
    São distintos, porém nosso coração não pode dispensar um por conta do outro.
    Este post é bastante esclarecedor.
    SE VC QUE ESTÁ LENDO PENSA EM ABANDONAR SEU BICHINHO, NÃO FAÇA ISSO! LEMBRE-SE DOS MOMENTO MARAVILHOSOS QUE TIVERAM JUNTOS, DO QUANTO ELE PRECISA DE VC. DO QUANDO PRECISA DE CARINHO. NÃO VÁ ABANDONÁ-LO POR INICIAR OUTRA FASE DA SUA VIDA.
    Tenho certeza que o convívio aqui em casa será ótimo pois o farei ser. Depende de nós!!

  14. Tanto tempo da minha vida com gatos, e com filhos… e hj fiquei muito triste quando soube que uma vizinha aqui do meu cond. tinha falecido da dornça, conversando com a sobrinha dela, que tb adora gatos, ela confirmou que foi isso e que os medicos deixaram ela em panico dizendo que o gato e mil vezes pior que o cachorro para transmitir doença, fiquei em panico!!! Comecei a procurar informaçoes e vi que não e bem isso, adorei tudo que li aqui agora, e acho sinceramente se fosse tão facil um gato transmitir toxoplasmose para nós, a maioria das pessoas que tem gatos ficariam doentes, mas ja paercebi que medicos nao gostam desse amigos nossos não, vivem dizendo esse tipo de informação errada a respeito deles!!! Tb concordo que é muito mais facil pegar de carne mal passada do que de um gatinho bem cuidado!!! fiquei aliviada, obrigada!!!

  15. estou grávida e tenho minha gata Baby há 8 anos… jamais me livraria da minha gata nunca, seria como arrancar um pedaço enorme … posso ter meu bebê e minha gata ao mesmo tempo q bom

  16. Parabéns pelo post.
    Não entendo como alguns médicos ainda insistem em pedir para as gestantes "se livrarem" dos gatos. As faculdades de medicina tem que rever as cadeiras de doenças infecciosas, parasitárias e epidemiologia!
    Sou médico veterinário e sempre que posso, oriento meus clientes nesses aspectos, corrigindo alguns absurdos que os pediatras/ginecologistas insistem em dizer!

  17. Parabens pelo post, recentemente adotei uma gatinha bebe que atropelei no portao eletronico, ela se recuperou bem e apesar de ter perdido um dedinho da pata traseira diereita e ter o rabo quebrado esta cada dia mais sapeca e amada por nós. Até meu marido que sempre foi contra animais de estimação nesta casa, está encantado com a gatinha. Seu post foi muito esclarecedor pois eu estava procurando maneiras de evitar a contaminação já que tenho dois meninos que não largam a gata, agora estou super tranquila e feliz por dar um lar a um animalzinho abandonado, beijos….sua sobrinha eh muito fofa e a nossa gatinha eh muito parecida com o gato da sua irmã!! saúde a todos!

  18. Olá adorei a materia , estou gravida de 5 meses e tenho uma gata a 1 ano e meu xodo e todos meus parendes ficam falando asneira sobre gatos , eu so tenho duvida porque ela dorme na cama comigo , e nao sei o que fazer quando o bebe nascer … pois tenho medo que os pelinhos dela faça mal a ele ..
    Se alguem poder me ajudar dando dicas eu agradeço ..

    • Olá Déia! Puxa, parabéns! Eu não vejo problema da sua gata continuar a dormir contigo quando o bebê nascer… Caso esteja pensando em deixar o bebê na sua cama, pense bem.. Pois o perigo de sufocamento é grande . O melhor é que o bebê esteja seguro em seu próprio berço. Quanto aos pelinhos, escove sempre a sua gata e mantenha a limpeza que não há problema. O bebê já irá criar imunidade. Achei essa matéria interessante: http://www.psicologia.org.br/internacional/ap37.h…. Espero q ajude. Tudo de bom pra vcs.

  19. bom sua sobrinha è muito linda uma fofa e o gatinho tambem e muito lindinho
    parabens pela sua sobrinha e linda

  20. bom sua sobrinha è muito linda uma fofa e o gatinho tambem e muito lindinho parabens sao todos dois lindos

  21. fico feliz que vcs esclareceram para quem não sabia, mas eu ja tinha esse conhecimento, tenho gato a minha vida inteira ,hj com 47 anos e nunca contrai nenhuma doença=^.^=

  22. em meio a tanta asneira dita na internet e inclusive numa matéria do 'grande' drauzio varela entrevistando um 'infectologista' – claramente disseminando preconceito com gatos – foi o único artigo lúcido e realmente esclarecedor que li sobre felinos e toxoplasmose. médicos, infectologistas e etc não estão livres da ignorância, muito pelo contrário: nem todo profissional formado é competente. lembrem-se disso antes de acreditar cegamente em tudo o que dizem por aí (experiência própria de quem precisou pesquisar sozinha pra resolver sua alopecia androgenica).

  23. Acabei de descobrir que estou grávida e tenho um gato que está comigo a 4 anos. Tenho muito medo de meu obstetra encher a cabeça de meu marido com coisas absurdas sobre a toxoplasmose e o mesmo não querer que tenhamos contato. O meu gatinho não vai pra rua e só come ração. Não vejo perigo nisso, mas estou evitando contato com a caixa de areia e acho que não terei problemas com o bebê.

  24. Nossa, estou super feliz, pois adotamos uma gatinha linda que achamos abandonada perto da nossa casa, era véspera de feriado do dia 2 de novembro. E aí eu e meu esposo ficamos preocupados, pois eu estou com 25 semanas de gestação. Saí a procura de informação e achei vários sites falando sobre a transmissão da toxoplasmose e que os felinos ( os quais eu amo de paixão) não são os maiores culpados e sim que a transmissão pode ocorrer com carne mal cozidas ou saladas, por exemplo, portanto a Nina está a salvo! Ai que alivio!

  25. muito ótimo, fico mais tranquila agora! o meu gatinho tem 3 anos é o Mustafar, igual o seu siames!!!

    beijuu
    Ana

  26. Amei amei amei a história! concordo com tudo e afirmo o gato é bicho mais limpo que já tive em toda minha vida….eles são demais, por isso que não vivo sem eles… é minha primeira gravidez e vou viver com meus bichos sempre!! o médico que proíbe gatos ou qualquer outro tipo de animal é porque não gosta deles.. viva os animais… melhores amigos!
    Obrigada adorei o post…até compartilhei!!!

  27. Adriana, boa noite.

    Fiquei muito aliviada com o artigo, estou grávida de gêmeos e ontem estive na ginecologista mostrando meus exames ela disse que estava tudo bem, mas que o resultado sobre a toxoplasmose deu negativo nos dois sentidos, eu pensei, bem isso é bom né, mas ela falou que eu não tenho anticorpos, eu pensei, lógico, nunca tive essa doença! graças a Deus, não é como catapora que você tem e depois passa a ter anticorpos! Aí ela pediu para ter cuidado com os alimentos, como carne de porco e tal, para mim isso não é problema pois sou vegetariana, não como carne de animais! porém ela explicou que devo ter cuidado com verduras cruas, procurar lavar muito bem, inclusive se como frutas com cascas, e depois finalizou pedindo que eu ficasse longe de gatos, aí eu disse mas eu tenho um gato, ela respondeu: então se livra dele pelo amor de Deus…eu pensei…mas isso não é um mito essa história que gatos não podem ficar perto de mulheres grávidas…eu tenho o Mio a cerca de 3 anos e peguei ele filhotinho abandonado, ele é caseiro foi criado em apartamento e nunca foi na rua, só fica dentro de casa, no máximo na janela, sempre trocamos a areia dele e esta semana até tomou banho… então resolvi pesquisar ao invés de simplesmente sumir com ele como se não significasse nada! afinal ele também é meu filhinho… sendo assim obrigada pelo artigo!

    Raquel

  28. Olá meninas! Puxa! Fico muito feliz por ter ajudado. Realmente nossos bichinhos são parte da família e merecem muito respeito. Minha irmã está grávida novamente e meu novo sobrinho vai ter a sorte de conviver com o Chico, que agora já está com mais de 10 anos, e o Geléia, o gatinho da Kaori. :D

  29. Pingback: Retrospectiva: Um ano de blog - Gatos em Foco

  30. Muito bom as dicas e amei pq eu tinha muitas duvidas a questão de gatos…no comesso da gravidez quando a minha medica disse q era perigoso pro bb fui logo me disfazendo do meu bichinho..
    Mais logo em seguida adotei outro gatinho e ele convive muito bem comigo e com minha gravidez.. toma banho toda semana e esta sempre tranqüilo… obrigado + uma vez… dicas ótimas…

  31. meu filho tem 6 meses, e queremos pegar um gatinho! Tem alguma recomendação de idade dos gatos? Moro em uma casa com quintal com partes de cimento e outras de terra! Tb tenho cachorros! Agradeço.

    • Escolha um gato adulto castrado que já esteja acostumado com cachorros, pois são mais tranquilos e a adaptação será mais simples. Lembre-se de telar a casa pro gatinho não sair pra rua que é muito perigoso.

  32. Esta matéria me deixou melhor informada, pois estou grávida e o meu médico simplesmente pediu p ficar longe de minha gatinha, Como ficar longe de um ser que me ajudou a ficar mais tranquila para conseguir engravidar, como ficar longe de um ser que te dá carinho e mto amor, como ficar longe da Bella, minha gatinha mais bella deste mundo, jamais pensei em me livrar de um ser que convive comigo (minha companheira) e irá conviver com o meu futuro bebê, jamais!

  33. Amei este post! Pretendo engravidar e ao ouvir coisas absurdas sobre gatos e toxoplasmose resolvi pesquisar. E ainda bem que encontrei este blog! Parabens por ter pesquisado bem estas informações, pois sabemos que infelizmente, há muita “desinformação” na internet, inclusive no site do dr. Dráuzio varella, como alguém comentou acima!

  34. adorei seu post acabei de adotar um gatinho e minha filha de 9 meses e todo mundo aqui está falando que faz mau que pode dar asma e outras doenças… estou mais tranquila obrigada